A pontuar desde 2003.

quinta-feira, outubro 02, 2003

A ousadia da diferença.

Ainda no capítulo campanhas de publicidade memoráveis, e em resposta a um picanço do nosso Leitor Devidamente Identificado David (meu amigo e colega), é impossível não referir a campanha com que a Apple redifiniu o seu posicionamento, há uma boa mão cheia de anos atrás.

Enquandramento: Steve Jobs e Bill Gates são amigalhaços, "computer nerds" e, juntos, decidem criar um computador revolucionário, com um software "user friendly", intuitivo, no fundo uma alternativa aos códigos BASIC e C+ que marcavam os sistemas operativos da época (ainda se lembram do MS DOS?). Do sonho nasce a Apple, o sistema operativo OS e os Macintosh, um alternativa ao monopólio dos PC's. Bom, Gates, um chibo de primeira, abandona o barco e cria a Microsoft, aos comandos da qual desenvolve o sistema Windows, uma cópia manhosa do OS e enriquece. Steve Jobs mantém-se fiel aos seus princípios, fica na miséria e não desiste.

É aqui que arranca a campanha "Think Different". O filme de TV, uma obra prima da publicidade, é uma sucessão de imagens de arquivo de personalidades que ousaram ser diferentes e, precisamente por isso, marcaram os mais diversos quadrantes da sociedade - Einstein, Muhammed Ali, Malcolm X, JFK, Gandhi. O texto, que corre em "voz off", é um fabuloso elogio à diferença, à capacidade de romper barreiras, uma homenagem aos inadaptados que fizeram história. No fim, a imagem que encerra o filme é a do logo da Apple, uma maçã trincada, acompanhada pelo conceito que encerra todo este raciocínio - "Think Different".

Se resultou ou não, não vos sei dizer, mas a verdade é que escrevo estas linhas do meu imac azulinho e, não, não valem a pena insistir, que não o troco por nada deste mundo.

|