A pontuar desde 2003.

segunda-feira, novembro 24, 2003

Como nós.

Descubro, no Aviz, uma denonimação curiosa para as surpresas que interrompem a paisagem da blogosfera – relâmpagos, chama-lhes o Francisco. Como este, “Mortalidade: Desde que me apaixonei, tenho medo de morrer”. Visito o Classe Média, o trovão por detrás do relâmpago e descubro na caixa de comentários que também a Inês Pedrosa se emocionou com a verdade inevitável deste (quase) haiku. O Francisco José Viegas e a Inês Pedrosa, aqui nos papéis de Francisco e Inês. A distância é tão curta que nos imagino, aos quatro, sentados no alpendre da casa do Francisco a partilhar uma morcela, um Reguengos e as paixões que não nos deixam morrer.

|