A pontuar desde 2003.

quarta-feira, novembro 19, 2003

Declaração (não tão) pública.

Contam-se pelos dedos de uma mão as pessoas por quem tenho uma admiração extraordinária. E contam-se pelos dedos de uma mão de um empregado numa serração (com vários acidentes de trabalho no curriculum) a pessoa que admiro acima de todas as outras. Obrigado. Por tudo.

|