A pontuar desde 2003.

quarta-feira, dezembro 03, 2003

Depois da esquina.

Há uma esquina em Campolide, pouco depois da Meia Laranja, sobranceira ao Casal Ventoso, em que o mundo muda. Depois de uma curva em cotovelo, e de guinar o volante para a esquerda, Lisboa invade-me com uma beleza violenta. O mais curioso é que, apesar de lá passar todos os dias de há uns meses para cá, continuo a ser apanhado de surpresa. É a ponte, queimada pelo sol, o rio, revolto ou tranquilo, os prédios esguios e imperfeitos e as árvores que os ladeiam.
Há uma esquina em Campolide que muda o mundo.

|