A pontuar desde 2003.

quinta-feira, janeiro 22, 2004

Acerca da extensão,

Aprendi nas aulas que a unidade mínima da escrita era a frase; que a unidade mínima do romance era o capítulo; a do cinema, o plano. Aprendi por aí que a unidade mínima da telenovela é o episódio; de um encontro, um sorriso; de uma conversa séria, um café; do amor, um beijo. Apesar do lado onde coloco a cruz (à esquerda, sempre), sou um pouco conservadora: a unidade mínima de uma ideia escrita é, ainda, para mim, o parágrafo e ainda não houve postes longos, por maior que seja o interesse, que me fizessem rever esta intuição sobre o conforto da leitura.

|