A pontuar desde 2003.

terça-feira, fevereiro 24, 2004

Fora de moda

O álbum a que terei recorrido mais vezes nos últimos meses é uma pequena preciosidade lusa e no entanto, passou praticamente despercebida aos ouvidos de muita gente. “À Porta do Mundo” de Filipa Pais, reencontra os caminhos, afinal tão próximos, da música tradicional portuguesa (a genuína) com o poder das palavras e a delicadeza de uma imaculada interpretação.

Por muitas tendências que a moda musical possa ditar, este disco recolhe o que de melhor e mais autêntico o passado nos ensinou, numa recriação de grandes canções sem data de validade. Sem falsos saudosismos, e numa época em que os 80’s regressam em força mesclados em improváveis fusões sonoras, parece-me paradoxal a dificuldade que músicos e bandas actuais têm em definir uma identidade, perante álbuns como o de Filipa Pais, revelador em simultâneo de um
singelo bom gosto, empenho e profissionalismo, pouco comuns por estes lados.

O sucesso comercial terá passado ao lado deste fabuloso disco. Ficam porém as canções guardadas eternamente nos lugares que as suas palavras esboçam. Porque a intemporalidade é a verdadeira porta do mundo.

Etc.

|