A pontuar desde 2003.

sábado, fevereiro 07, 2004

Ida e volta.

Nas viagens, nem todos os regressos escapam incólumes ao que por lá se vive. Vai-se com medo, regressa-se com o cansaço, leva-se o peso, traz-se a leveza, transporta-se o arrependimento com a esperança que se extravie no porão. Há a ida e há sempre um regresso tão ansiado como inesperado.

|