A pontuar desde 2003.

segunda-feira, maio 17, 2004

Carry Me Ohio, Carry Me Home.

Se fechar os olhos, por breves segundos apenas, juro que estou num bar na Route 66, Bud na mão, os olhos toldados por uma súbita enxurrada e o peito numa calma serena, próxima dos sonhos em que morremos. No palco, Mark Kozelek e os Sun Kill Moon embalam-me numa viagem que não quero que termine nunca, lá para os lados do Ohio, mesmo à esquerda da alma.

|