A pontuar desde 2003.

domingo, setembro 26, 2004

Desconfiar,

Seguindo o exemplo do augusto Harry's Bar de Veneza, há quem mantenha o gin dentro do congelador e assim evite a diluição causada pelo estorvo dos cubos de gelo. Mas, para ser sincero, alguma diluição é bem-vinda: resta saber quanta. E não só: na agitação do gelo dentro do "shaker" (qualquer frasco ou copo grande serve), acredito implausivelmente que algum benefício advém da mistura. Talvez não: não sei. "Não sei" são as duas palavras sábias do bom "barman" (e do bom cozinheiro). Desconfiar é o máximo que se permite.

De "As bebidas fundamentais", Martins, DNa 17 de Setembro.

No próximo ano, a leitura de livros de receitas continuará a ser uma das únicas aproximações que me é permitida às bebidas espirituosas.

|