A pontuar desde 2003.

quinta-feira, setembro 23, 2004

Moda de boca,

Durante uns tempos vivemos com o "é assim" qual travessão no início de cada frase. Houve a fase do "tipo" e da variante "é do género" intercalados palavra sim, palavra não. Agora há um tique de fala que me anda a irritar bastante. As pessoas aproximam-se dos balcões, saltam o cumprimento, e atiram com o "só uma pergunta" mesmo que do outro lado esteja alguém atarefadíssimo com um embrulho, a atender o telefone ou a contar dinheiro. Era apenas uma e ainda não sabiam se podia ser, mas não esperam resposta e disparam sete. Não se pode calá-los?

|