A pontuar desde 2003.

quinta-feira, outubro 14, 2004

Por debaixo de.

As coisas mais interessantes estão, amiúde, por debaixo de. Aliás, basta pensarmos na quantidade de vezes que procuramos aquele disco pe(r)dido ou aquele número esquecido da Kapa e que acabamos por encontrar, invariavelmente, debaixo da cama ou debaixo da estante da sala ou mesmo debaixo do aparador.

Por debaixo de. É lá que as coisas estão.


|