A pontuar desde 2003.

terça-feira, novembro 16, 2004

Uma questão de nomes,

Em Paris, os comboios suburbanos têm nomes próprios de pessoa. Chamam-se Sara, Igor, Larissa, Sophie. É bonito podermos tratar individualmente a causa do nosso atraso. Mas qualquer coisa me diz que nas carreiras da linha de Sintra a poética da fórmula, «perdi de novo a Bruna, desculpa», ficaria esquecida algures entre as linhas da cédula pessoal de muitos dos que por ali habitam.

|